top of page
  • Patricia Adnet

A coragem de ser corajoso


A palavra coragem vem da raiz latina cor, cordis, que é coração (centro da inteligência e da sensibilidade). Dessa forma, ser corajoso significa agir utilizando um potencial interior e não ser arrogante ou agressivo. Na realidade, a coragem é a certeza íntima que se demonstra na moderação dos atos e atitudes, na firmeza de caráter e no desempenho perseverante de uma atividade.

É necessário coragem para assumir as consequências das próprias ações e erros; para suportar a vontade de retrucar de acordo com as ofensas recebidas; para sentir e fazer as coisas que se acredita serem certas, ainda que o medo da rejeição e da discriminação seja uma ameaça e para aprender a dizer “não”, impedindo que se passe a vida inteira sendo usado ou explorado.

Todos os indivíduos estão constantemente enfrentando coisas ignoradas, desconhecidas. Uma pessoa realmente corajosa sabe que viver é correr riscos, é enfrentar o desconhecido. Ela solta o passado e deixa o futuro vir a ser. O futuro é repleto de possibilidades e o passado ficou para trás, deixando diversos aprendizados a serem colocados na prática. O presente é um deslocamento em direção ao futuro que precisa ser constantemente explorado e ser usufruído com consciência plena.

Assim, ninguém poderá ser autêntico se não for corajoso. Não poderá ser original se não lançar mão do destemor. Não poderá amar se não correr riscos. Não poderá pesquisar ou perceber a realidade se não fizer uso da ousadia. A coragem é uma qualidade interior que vem em primeiro lugar; tudo o mais acontece sucessivamente.

Boa reflexão e aproveite intensamente os 365 dias do ano!

194 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page